DEMOCRACIA E INSTRUMENTOS DE PARTICIPAÇÃO POPULAR NAS ESCOLAS

Ciências Humanas

ID 93-2020
Anos Finais do Ensino Fundamental Ensino Médio/Técnico

4ª FEMIC Jovem

Autores

Carla Raiane do Sacramento Oliveira
João Marcelo Ramos da Rocha (Orientador)

Candeias, Bahia

Centro de Educação Colibri

FLIPBOOK do Trabalho

Trabalho que objetiva compreender a simbiose e a indissociabilidade entre educação (escola) e política (democracia) e explorar a proposta pedagógica Histórico-Crítica de Demerval Saviani

[3d-flip-book mode="fullscreen" id="1494" ][/3d-flip-book]

REsumo Científico

Paulo Freire compreende a necessidade de uma educação que promova a emancipação e libertação dos indivíduos. Para o autor, “se a educação sozinha não pode transformar a sociedade, tampouco sem ela a sociedade muda”. Ao formular uma proposta pedagógica Histórico-Crítica, Saviani, por sua vez, aponta a necessidade da construção de uma escola que prepare o indivíduo para a vida democrática e em coletivo. Que esteja a serviço do pleno desenvolvimento do cidadão e da sociedade, e não ao mercado de trabalho. Este trabalho objetiva investigar a existência de instrumentos democráticos e de participação popular em escolas da cidade de Candeias; compreender a simbiose e a indissociabilidade entre educação (escola) e política (democracia); explorar a proposta pedagógica Histórico-Crítica de Demerval Saviani; e esboçar críticas às escolas da cidade e as suas propostas de ensino. Ele tem caráter exploratório e se dará tanto qualitativa como quantitativamente – pois o objeto de estudo necessita das duas abordagens. Serão colhidos dados nos campos prático e teórico. Uma ampla revisão sobre o tópico Escola e Democracia” foi realizada. Assim como minha escola, a maioria das outras organizações da cidade deve não promove espaços democráticos em seu cotidiano. Uma eventual continuação deste trabalho deve verificar isto. Elas (as escolas) reproduzem a realidade social brasileira de indivíduos aparelhados, inculcados e que não participam da tomada de decisões e não controlam os gastos e investimentos estatais. Fomentam a estagnação desse quadro. Alimentam, com regimes internos autocráticos indivíduos que, teoricamente, viverão em uma democracia.

Para qualquer dúvida, envie um email para os autores

É proibida a reprodução, a distribuição, a transmissão, a exibição, a publicação ou a divulgação, total ou parcial, sem prévia e expressa autorização dos autores e a FEMIC – Feira Mineira de Iniciação Científica.


Coordenação geral: Fernanda Aires Guedes Ferreira
Vice Coordenação: Larissa Amaral Diniz Tomaz
contato@femic.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui