HORTA AUTOMATIZADA: TECNOLOGIA E AGRICULTURA FAMILIAR

Ciências Exatas e da Terra

ID 255-2020
Anos Finais do Ensino Fundamental Ensino Médio/Técnico

4ª FEMIC Jovem

Autores

Ana Cristina Batista dos Santos
Gabriela Belini Gontijo (Orientadora)
Felipe de Souza Fernandes (Coorientador)
Gustavo Bastos Germano (Coorientador)

Itajubá, Minas Gerais

Escola Estadual Coronel Carneiro Júnior

FLIPBOOK do Trabalho

O grupo Arduíno faz parte do projeto de Iniciação Científica Júnior I9ação da Escola Estadual Coronel Carneiro Júnior. O projeto iniciou em 2019 e conta com alunos do Ensino Médio que utilizam conceitos de Física e Matemática aplicados.

[3d-flip-book mode="fullscreen" id="1627" ][/3d-flip-book]

REsumo Científico

Em geral o ensino se apresenta desinteressante e maçante, dificultando a compreensão pois os professores ainda usam uma metodologia que não é atraente. Aulas práticas incentivam e contribuem para o entendimento das matérias, tornando as aulas mais interessantes. Essa mudança é no projeto realizado na nossa Escola Estadual Coronel Carneiro Júnior com alunos do grupo de Iniciação Científica Júnior (i9ação STEAM),sob a coordenação da professora Gabriela Belini Gontijo em parceria com a Fundação ASIMO.Foram desenvolvidas pesquisas utilizando a plataforma Arduino que utiliza a linguagem C++.Nosso projeto se baseia em automatizar hortas da agricultura familiar visando economia de água,melhor utilização de recursos e talvez uma renda extra a famílias que possuem pequenas plantações.Atualmente a irrigação é realizada por sistemas desenvolvidos pela EMBRAPA ou com mangueiras,mas esses modelos de irrigação precisam ser modificados para evitar desperdício de água.O Brasil gasta hoje 81% de sua água na produção agrícola e pecuária e a pandemia fez aumentar a demanda na produção de alimentos,ficando latente a necessidade de praticar uma maior economia de água na agricultura.A questão que norteia nosso projeto é como diminuir o consumo de água na agricultura sem diminuir a sua produtividade?Tendo isto em mente foi desenvolvido um sistema capaz de monitorar,por meio de sensores, dados como luminosidade,umidade do ar e do solo e temperatura relativa e com base nessas informações atuar no sistema sem interferência humana,corrigindo qualquer aspecto indesejável.O desenvolvimento deste projeto trouxe diversas experiências,como pesquisa de plantio eficiente e programação com sensores acoplados ao solo.Isto foi benéfico para a consolidação do conhecimento de diversos conteúdos,uma vez que se utilizou constantemente os conceitos biológicos,físicos,lógicos/matemáticos em uma metodologia que foge do tradicional,além de trazer um caráter lúdico à aprendizagem.

Para qualquer dúvida, envie um email para os autores

É proibida a reprodução, a distribuição, a transmissão, a exibição, a publicação ou a divulgação, total ou parcial, sem prévia e expressa autorização dos autores e a FEMIC – Feira Mineira de Iniciação Científica.


Coordenação geral: Fernanda Aires Guedes Ferreira
Vice Coordenação: Larissa Amaral Diniz Tomaz
contato@femic.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui