PRODUÇÃO DA MELATONINA POR MEIO DE ESTÍMULOS PARA REDUÇÃO DOS EFEITOS DA INSÔNIA

Ciências da Saúde

ID 343-2020
Anos Finais do Ensino Fundamental Ensino Médio/Técnico

4ª FEMIC Jovem

Autores

Camila Lopes Neves
Rayane Celia Ribeiro
Geovanna Moreira da Silva
Francisca Junia Macieira (Orientadora)

Juatuba, Minas Gerais

Escola Estadual Joaquim Correa

FLIPBOOK do Trabalho

O projeto trata-se de um estudo teórico, que tem como objetivo comparar uma relação entre causas e efeitos, para que se possa estudar uma maneira de solucionar parte do problema, sendo ele a insônia.

[3d-flip-book mode="fullscreen" id="1650" ][/3d-flip-book]

REsumo Científico

A insônia se baseia na dificuldade de se iniciar e/ou de se manter o sono e pela sensação de não ter tido um sono reparador. No Brasil mais de 2 milhões de pessoas sofrem com essa doença, a maioria dos casos está relacionado a maus hábitos do sono, depressão, ansiedade, falta de exercícios físicos, doenças crônicas ou certos medicamentos. O projeto presente tem como objetivo expor para pessoas que sofrem de insônia uma opção alternativa de reduzir os efeitos da mesma sem o uso de medicamentos agressivos ao organismo. O procedimento consiste em estimular a glândula pineal à produção de forma espontânea e adequada da N-acetil-5-metroxitriptamina, conhecida como melatonina, sendo ela um importante neuro-hormônio reguladora dos ritmos circadianos, a melatonina tem uma eficácia muito grande no tratamento de distúrbios do sono. Para obter um maior entendimento sobre o tema proposto foram feitas várias pesquisas bibliográficas baseada em livros, textos acadêmicos e vídeos. Os resultados foram obtidos por meio de aplicação de questionários, usando diferentes plataformas, onde foram aplicados para pessoas com faixa etária entre 20 a 60 anos (foram escolhidas pessoas entre essa faixa etária, por razões de que o uso de aparelhos eletrônicos antes da hora de dormir está cada vez mais frequentes entre jovem, além do fato de que a produção da melatonina reduz com o passar do tempo), a respeito do distúrbio do sono e se as mesmas gostariam de usufruir da forma alternativa de uma possível solução para a doença.

Para qualquer dúvida, envie um email para os autores

É proibida a reprodução, a distribuição, a transmissão, a exibição, a publicação ou a divulgação, total ou parcial, sem prévia e expressa autorização dos autores e a FEMIC – Feira Mineira de Iniciação Científica.


Coordenação geral: Fernanda Aires Guedes Ferreira
Vice Coordenação: Larissa Amaral Diniz Tomaz
contato@femic.com.br

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui