INDUÇÃO DE DIFERENTES CONCENTRAÇÕES FERMENTADAS NO DESENVOLVIMENTO IN VITRO DA DENDROBIUM NOBILE LINDL

Ciências Agrárias

ID 230-2020
Universitários

4ª FEMIC Mais

Autores

Kemily Piva Bandoch e Dionéia Schauren

Toledo, PR

Colégio Estadual Jardim Porto Alegre Ensino Fundamental Médio e Técnico e Universidade Tecnológica Federal do Paraná

FLIPBOOK do Trabalho

O presente trabalho tem como objetivo a apresentação de projetos do ramo cientifico com ênfase na área de técnica in vitro da Dendrobium nobile Lind em meio alternativo variando diferentes aplicações fermentadas.

[3d-flip-book mode="fullscreen" id="2151" ][/3d-flip-book]

REsumo Científico

A família Orchidaceae, família das orquídeas, é uma das famílias mais belas e diversas das angiospermas, mas também considerada uma das famílias mais vulneráveis, pela destruição de seus habitats, decorrentes de queimadas e da grande extração pelo interesse comercial, devido a isto que a propagação in vitro vem sendo usado tanto âmbito comercial quanto para salvar espécies em risco de extinção, porém tal técnica se torna inviável pelo elevado custo e tempo de desenvolvimento de certas plantas decorrentes da ineficiência do meio nutritivo. Por isto que o projeto objetiva-se testar a eficiência da aplicação de aditivos fermentados em meio alternativo. Sendo variada a inserção de diferentes concentrações de extratos fermentados: batata doce, arroz e a junção de ambos parte um e dois, sendo pesada ambas variações e inseridas em 300mL-1 de água destilada e fermentadas por cerca de 12h para e extração de 20mL-1 de extrato, no cultivo in vitro das sementes da Dendrobium nobile Lindl em meio de cultura alternativo contendo banana, sacarose, bokashi, ágar e carvão. Conclui-se com a coleta de dados resultados significativos na germinação e no desenvolvimento das sementes e plântulas da Dendrobium nobile Lindl quanto comparados com o controle em ambos projetos de acordo com os testes de variância 0,05% Scott- knott e Turkey. Evidenciando a eficiência da aplicação de extratos fermentados de forma anaeróbica na propagação in vitro de orquídeas por vias de sementes tanto para o consumo quanto para reintrodução em habitat natural.

Para qualquer dúvida, envie um email para os autores

É proibida a reprodução, a distribuição, a transmissão, a exibição, a publicação ou a divulgação, total ou parcial, sem prévia e expressa autorização dos autores e a FEMIC – Feira Mineira de Iniciação Científica.


Coordenação geral: Fernanda Aires Guedes Ferreira
Vice Coordenação: Larissa Amaral Diniz Tomaz
contato@femic.com.br

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui