SPEACO - APLICATIVO PARA DESENVOLVIMENTO DE FALA EM CRIANÇAS

Ciências Exatas e da Terra

ID 125-2020
Ensino Médio/Técnico

4ª FEMIC Jovem

Autores

Lorenna Joanna Leal Nunes, Maria Eduarda Elias Rocha, Guilherme Salim de Barros, Sérgio Luiz Moral Marques (orientador)

Campinas, SP

Colégio Técnico de Campinas

FLIPBOOK do Trabalho

O projeto SPEACO – APLICATIVO PARA DESENVOLVIMENTO DE FALA EM CRIANÇAS é destinado ao auxílio de crianças com problemas de articulação e de vocabulário por meio de um aplicativo que fará uso de uma inteligência artificial.

[3d-flip-book mode="fullscreen" id="2054" ][/3d-flip-book]

REsumo Científico

Os distúrbios na fala constituem algumas das doenças infantis mais prevalentes, se manifestando como atrasos ou desenvolvimentos atípicos envolvendo componentes funcionais da fala, audição e/ou linguagem em diversos graus. Geralmente tais distúrbios são percebidos pelos pais, os quais referem que a criança tem dificuldade para se comunicar. Também sabe-se que crianças com atraso no desenvolvimento da linguagem irão apresentar, na idade escolar, persistentes e significativas anormalidades neuropsicológicas, dentre elas os transtornos específicos de aprendizagem. Tendo em vista que existem diversos distúrbios da fala, foi escolhido um dos mais recorrentes, o distúrbio de articulação, para ser tratado. Além dele, foi descoberto que crianças com algum atraso na linguagem tendem a ter dificuldade em aprender vocabulários específicos de certas categorias. Com essa base de estudos surgiu o “Speaco”, um aplicativo que auxiliará as crianças que tenham problemas articulatórios e/ou no aprendizado de vocabulário específico. Nele, de uma forma lúdica e eficiente, a criança poderá aprender e desenvolver sua fala por meio de jogos e histórias interativas, não tornando o tratamento uma atividade maçante, mas prazerosa e divertida. Conforme as adaptações do usuário, as atividades passam a se dificultar, tanto em velocidade como no vocabulário das histórias, sendo usadas palavras mais complexas. Em adição a isso, tem-se a possibilidade do profissional da área e o responsável da criança terem acesso a sua evolução com dados estatísticos. Para que a evolução do usuário seja analisada de forma efetiva, foi decidido que será feito o uso de uma inteligência artificial, a qual analisará a pronúncia do jogador, esses testes serão feitos numa segunda etapa da pesquisa, comparando com a de crianças sem distúrbios da fala, as quais terão seus dados extraídos anteriormente, na primeira etapa de coleta de dados da pesquisa, no período de desenvolvimento dessa ferramenta.

Para qualquer dúvida, envie um email para os autores

É proibida a reprodução, a distribuição, a transmissão, a exibição, a publicação ou a divulgação, total ou parcial, sem prévia e expressa autorização dos autores e a FEMIC – Feira Mineira de Iniciação Científica.


Coordenação geral: Fernanda Aires Guedes Ferreira
Vice Coordenação: Larissa Amaral Diniz Tomaz
contato@femic.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui