TECNOLOGIAS DIGITAIS NO COTIDIANO DOS IDOSOS: UMA PESQUISA DE OPINIÃO

Ciências Sociais Aplicadas

ID 285-2020
Anos Finais do Ensino Fundamental Ensino Médio/Técnico

4ª FEMIC Jovem

Autores

Maria Eduarda Maia
Jeferson Junio Batista Silva (Orientador)
Daniele Cristina Vilela Rosa (Coorientador)
Juliana Silva de Melo (Coorientador)

Uberlândia, Minas Gerais

Grupo de Iniciação Científica Júnior em Ciências e Matemática

FLIPBOOK do Trabalho

Esse projeto buscou compreender a opinião dos idosos sobre as Tecnologias Digitais e o seu impacto na vida dos mesmos.

[3d-flip-book mode="fullscreen" id="1692" ][/3d-flip-book]

REsumo Científico

As tecnologias digitais foram criadas com o intuito de facilitar o dia a dia de pessoas em todo o mundo. No entanto nota-se a escassez de tecnologias digitais que visam à inclusão, já que a grande maioria foram criadas tendo como público alvo as gerações mais jovens. Dois assuntos com relevância para a sociedade são o número de idosos no mundo que vem aumentando estatisticamente e a busca por uma melhor qualidade de vida. Dessa maneira estabeleceu-se como pergunta dessa pesquisa: “Qual a concepção dos idosos sobre as tecnologias digitais presentes no seu cotidiano e como elas podem contribuir para uma melhor qualidade de vida?”. Tendo como objetivos específicos: a) Entender qual a opinião dos idosos sobre as tecnologias digitais; b) Identificar quais tecnologias digitais estão presentes no cotidiano dos idosos; c) Identificar qual tipo de tecnologia digital pode permitir a inclusão dos idosos. A entrevista foi realizada com 17 idosos com idades entre 60 e 82 anos, sendo 29,4% do sexo masculino e 70,6% do sexo feminino. Foi realizado um levantamento do nível de instrução dos idosos e da opinião dos mesmos sobre o uso das tecnologias digitais, tendo sido organizados em gráficos e tabelas. Por meio das respostas dos entrevistados percebeu-se que muitos possuem dificuldades em utilizar as tecnologias digitais, fazendo com que alguns percam o interesse em aprender a usa-las e sequer possuem expectativas quanto a algo novo. Por outro lado, alguns idosos gostariam de utilizar essas tecnologias, ficando limitados por conta do analfabetismo e/ou pela senilidade. A partir desse estudo foi identificada a possibilidade de se desenvolver um aplicativo para auxiliar os idosos a utilizar o celular de uma forma mais simples e organizar sua rotina, mesmo que esse tenha pouca ou nenhuma instrução.

Para qualquer dúvida, envie um email para os autores

É proibida a reprodução, a distribuição, a transmissão, a exibição, a publicação ou a divulgação, total ou parcial, sem prévia e expressa autorização dos autores e a FEMIC – Feira Mineira de Iniciação Científica.


Coordenação geral: Fernanda Aires Guedes Ferreira
Vice Coordenação: Larissa Amaral Diniz Tomaz
contato@femic.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui