MULHERES INVISÍVEIS: VIVÊNCIA DAS MULHERES EM SITUAÇÃO DE RUA E SUA RELAÇÃO COM A HIGIENE NO PERÍODO MENSTRUAL

Ciências Sociais Aplicadas

ID 410-2020
Anos Finais do Ensino Fundamental Ensino Médio/Técnico

4ª FEMIC Jovem

Autores

Yandra Ribeiro dos Santos
Luana Barbosa Moreira
Larissa Silva Oliveira
Aloísia Laura Moretto (Orientadora)
Claudia Carla Caniati (Coorientador)

Botafogo, São Paulo

Escola Estadual Culto à Ciência

FLIPBOOK do Trabalho

Mulheres Invisíveis é um projeto que visa a relação das mulheres em situação de rua com a higiene, principalmente durante seu período menstrual. O projeto é voltado para a população em situação de rua da região Central da cidade de Campinas, SP.

[3d-flip-book mode="fullscreen" id="1796" ][/3d-flip-book]

REsumo Científico

Mulheres Invisíveis é um projeto de conscientização sobre importância da higiene das mulheres em situação de rua durante o período menstrual em atos solidários para a população no centro de Campinas-SP. As condições inadequadas de higiene, em que trapos e restos de alimentos são usados para conter a menstruação, é a questão perturbadora. O alvo é arrecadar e disponibilizar produtos de higiene pessoal gratuitamente para essas mulheres, devido à dificuldade de acesso a condições mínimas de higiene. Para conhecer a realidade do público alvo, a vivência dessas mulheres foi analisada durante 3 semanas. Através da internet encontramos a Arquidiocese de Campinas, órgão assistencial, que passou o contato do Consultório na Rua, unidade de atenção à saúde das mulheres. Falamos com a responsável do Consultório na Rua por mensagens, e ela nos direcionou aos profissionais da sua equipe. Entrevistamos a equipe do Consultório na Rua e uma moradora de rua. Coletamos dados a partir das gravações em áudio das entrevistas, após a assinatura do termo de livre consentimento. Foi possível reconhecer que essas mulheres estão sujeitas à vulnerabilidade física, emocional e psicológica, recorrendo a meios danosos de sobrevivência, sendo a higienização precária um deles. Embora de menor importância, considerando outros problemas das moradoras de rua, a higiene durante o período menstrual ainda é um aspecto que requer atenção quando se considera a saúde das mulheres em situação de rua, pois não se trata de descaso da parte delas. Na rua, a higiene é apenas uma dentre tantas demandas com atenção para o que é prioritário como alimentação e segurança e se refere à sobrevivência. Assim, a menstruação, embora função fisiológica do corpo feminino, torna-se menos importante em vista das outras necessidades que elas possuem. A elas deveriam ser ofertadas minimamente, condições de cuidado e de higienização semelhantes àquelas desfrutadas por mulheres com moradia fixa e estabilidade financeira.

Para qualquer dúvida, envie um email para os autores

É proibida a reprodução, a distribuição, a transmissão, a exibição, a publicação ou a divulgação, total ou parcial, sem prévia e expressa autorização dos autores e a FEMIC – Feira Mineira de Iniciação Científica.


Coordenação geral: Fernanda Aires Guedes Ferreira
Vice Coordenação: Larissa Amaral Diniz Tomaz
contato@femic.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui