PLÁSTICO BIODEGRADÁVEL, COMPOSTÁVEL E 100% NATURAL

Ciências Agrárias

ID 424-2020
Anos Finais do Ensino Fundamental Ensino Médio/Técnico

4ª FEMIC Jovem

Autores

Bianca Mitie Menezes de Azeredo
Layene Machado Cruz
Maria Julia Cordeiro Vasco Martins
Aline de Freitas Roldão (Orientadora)

Uberlândia, Minas Gerais

Colégio Tiradentes da Polícia Militar de Minas Gerais. Unidade Uberlândia

FLIPBOOK do Trabalho

O projeto visa a criação de um prótotipo que substitua o plástico sintético (desenvolvido a partir de derivados de petróleo). Esse protótipo é feito a partir de amido (amilose) de diferentes tipos de matéria orgânica (verduras,legumes,frutas,etc).

[3d-flip-book mode="fullscreen" id="1675" ][/3d-flip-book]

REsumo Científico

Um dos maiores problemas da atualidade é a poluição causada por resíduos materiais inorgânicos, em especial o plástico, que são depositados de forma inadequada nos mais diferentes ambientes, ocasionando a perda da fauna e da flora nesses locais, além de prejudicar a produção de oxigênio, gás extremamente importante para a sobrevivência de todas as espécies de seres vivos. A partir do cenário dos impactos causados pelo uso do plástico, este trabalho tem como proposta a confecção de um material semelhante ao plástico, porém que seja sustentável e benéfico à natureza. Esse material será natural, biodegradável e compostável. Foi utilizado como “inspiração” o projeto do biólogo indonésio Kevin Kumala que desenvolveu uma sacola biodegradável, feita a partir do amido da mandioca. Porém, o mesmo focou exclusivamente em sacolinhas plásticas, do tipo que usamos em supermercados e outros estabelecimentos comerciais. Já a proposta deste trabalho é de manter a ideia de que o plástico poderá ser usado para a produção de outros tipos de objetos e afins. Para confeccionar o plástico biodegradável foram utilizados os seguintes materiais: glicerina (vegetal de preferência), água, vinagre e amido de diferentes alimentos, como banana, mandioca, batata doce, beterraba, batata inglesa, entre outros. Os resultados obtidos com o trabalho foram positivos, uma vez que o plástico confeccionado é natural e quando descartado é decomposto no solo, servindo como adubo e ainda auxiliando no processo de reflorestamento, pois no mesmo contém sementes que germinam quando em contato com o solo.

Para qualquer dúvida, envie um email para os autores

É proibida a reprodução, a distribuição, a transmissão, a exibição, a publicação ou a divulgação, total ou parcial, sem prévia e expressa autorização dos autores e a FEMIC – Feira Mineira de Iniciação Científica.


Coordenação geral: Fernanda Aires Guedes Ferreira
Vice Coordenação: Larissa Amaral Diniz Tomaz
contato@femic.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui