MANCHAS SOLARES E SUA INFLUÊNCIA NO AUMENTO DO CALOR NA ATMOSFERA TERRESTRE

Ciências Exatas e da Terra

ID 460-2020
Anos Finais do Ensino Fundamental Ensino Médio/Técnico

4ª FEMIC Jovem

Autores

Luiz Henrique Gonçalves Cândido de Almeida
Sarah Roberta Asafe Cavalcante Soares
Larissa Freitas Oliveira
Sandra Aparecida Teixeira Duque (Orientadora)
Pedro Henrique Nogueira Oliveira(Coorientador)

Mateus Leme, Minas Gerais

Escola Estadual Elias Salomão

FLIPBOOK do Trabalho

Projeto de estudo da influência das manchas solares e dos ciclos solares no aumento do calor da superfície terrestre atualmente. O sol, é a estrela responsável pelo fornecimento de luz e calor ao nosso planeta. Qualquer alteração , nos traz problema.

[3d-flip-book mode="fullscreen" id="1778" ][/3d-flip-book]

REsumo Científico

O sol é a estrela mais próxima da Terra, e, é o responsável absoluto pelo aquecimento de nosso planeta, através da energia que nos fornece. Mudanças nesse fornecimento, influenciam significativamente as nossas condições climáticas. O sol tem uma idade estimada de 4,5 bilhões de anos, e, assim como o Universo e os corpos que o compõem, sempre foi objeto de curiosidade e estudo por parte do Homem. Um dos fenômenos para o qual se buscam explicações, tanto para sua ocorrência e no que influencia, são as manchas solares. O número de manchas solares é o índice mais antigo da atividade solar. As observações e estudos à respeito remontam o século XVI, com a invenção da luneta por Galileu Galilei, o que possibilitou visualizar as primeiras imagens das manchas solares. Passaram a ser feitos registros periódicos dessas manchas para compreender porque sumiam e reapareciam em regiões diferentes da fotosfera. Acreditavam se tratar de montanhas, nuvens ou satélites, inicialmente. Ainda hoje não há certezas do que realmente se tratam tais manchas. A quantidade presente dessas manchas serve como uma medida da atividade magnética geral do sol, e seu monitoramento e o da atividade solar como um todo, é feito hoje, com o satélite Soho, sonda espacial não – tripulada da Agência Espacial Europeia e da Nasa. Estamos aumentando a fração de energia que é armazenada na atmosfera, e, consequentemente, a temperatura do nosso planeta. Nos últimos 100 anos, a temperatura média aumentou 0,7 graus centígrados, chegando a 02 graus em algumas regiões. Um dos objetivos de nosso trabalho é identificar a influência das manchas solares no aumento da incidência do calor na atmosfera terrestre. Também, ampliar o conhecimento sobre o fenômeno das manchas solares, que determinam os ciclos solares. Não obstante, conhecer um pouco mais sobre o sol, estrela de suma importância para nossa existência no planeta Terra. O conhecimento sobre qualquer assunto nos proporciona uma tomada de decisão mais cônscia .

Para qualquer dúvida, envie um email para os autores

É proibida a reprodução, a distribuição, a transmissão, a exibição, a publicação ou a divulgação, total ou parcial, sem prévia e expressa autorização dos autores e a FEMIC – Feira Mineira de Iniciação Científica.


Coordenação geral: Fernanda Aires Guedes Ferreira
Vice Coordenação: Larissa Amaral Diniz Tomaz
contato@femic.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui