VISUAL GLASSES: ÓCULOS PARA AUXILIAR A LOCOMOÇÃO DE DEFICIENTES VISUAIS

Engenharias

ID 47-2020
Anos Finais do Ensino Fundamental Ensino Médio/Técnico

4ª FEMIC Jovem

Autores

Eduarda Araujo Carvalho
Kawanne de Sousa Maia
Gabriella Costa Barbosa Castro Dalpra (Orientadora)
João Pedro Polito Braga (Coorientador)

Leopoldina, Minas Gerais

Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais

FLIPBOOK do Trabalho

O objetivo principal do VISUAL GLASSES é trazer melhores condições de locomoção e praticidade aos 6,5 milhões brasileiros que sofrem com algum tipo de deficiência visual em seu dia a dia, não substituindo o uso da bengala, mas sim, complementado-a.

[3d-flip-book mode="fullscreen" id="1698" ][/3d-flip-book]

REsumo Científico

O projeto Visual Glasses surgiu com o intuito de orientar o deficiente visual a se locomover em seu dia a dia, complementando o uso da bengala, já que essa locomoção muitas vezes se torna uma tarefa árdua, devido à falta/degradação da acessibilidade oferecida a eles. Segundo a OMS, no ano de 2020 existirão no mundo 75 milhões de pessoas cegas e mais de 225 milhões de portadores de baixa visão. A orientação oferecida aos deficientes visuais pelos óculos Visual Glasses é realizada a partir de alertas emitidos tanto por sinais sonoros quanto pela vibração da armação, quando são detectados objetos ou obstáculos que estão a até 2,5 metros de distância do usuário. Com base na intensidade do alerta emitido, é possível ao usuário identificar em qual distância o obstáculo se encontra, a fim de evitar possíveis choques ou lesões ao deficiente. Este projeto tem como objetivo modelar e desenvolver a versão 3.1 do Visual Glasses, visando suprir as lacunas e apresentar algumas melhorias das versões anteriores. As modificações realizadas na versão 3.1 foram i) substituição do sensor ultrassônico utilizado (LV-MaxSonar-EZ0) por um similar (GY-US42): desta forma, os óculos terão uma redução considerável de seu preço original, cerca de 61%, para que seja acessível ao maior número de pessoas possíveis; ii) modificações e aperfeiçoamentos do design da antiga armação, com base em pesquisas sobre quais modelos estão sendo mais utilizados pela população e sobre qual formato se encaixa e embeleza esteticamente a maioria dos formatos de rostos, buscando assim uma boa qualidade visual, conforto e praticidade. O design da armação foi construído utilizando o programa “TinkerCad online”, sendo analisado e discutido para que de fato o Visual Glasses se torne um produto pronto para ser utilizado pelos deficientes. As novas armações foram impressas em uma impressora 3D, tendo, dessa forma, mais agilidade em seu processo de fabricação.

Para qualquer dúvida, envie um email para os autores

É proibida a reprodução, a distribuição, a transmissão, a exibição, a publicação ou a divulgação, total ou parcial, sem prévia e expressa autorização dos autores e a FEMIC – Feira Mineira de Iniciação Científica.


Coordenação geral: Fernanda Aires Guedes Ferreira
Vice Coordenação: Larissa Amaral Diniz Tomaz
contato@femic.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui