VOCÊ TEM FOME DE QUÊ? AS “FOMES” QUE OPRIMEM E ANIQUILAM O SER HUMANO

Ciências Sociais Aplicadas

ID 477-2020
Ensino Médio/Técnico

4ª FEMIC Jovem

Autores

Thays Coelho de Holanda, Rayane Vitória de Freitas da Silva, Jéssica de Santana Alves e Maria Ana Paula Freire da Silva

Recife, Pe

Escola Municipal Octávio de Meira Lins

FLIPBOOK do Trabalho

O projeto “Você tem fome de quê?” incide sobre a realidade pesquisada e estuda suas necessidades no lugar de vivência: saúde, educação, alimento, segurança. Pesquisamos as “fomes” do cotidiano tendo como foco a aproximação escola-comunidade.

[3d-flip-book mode="fullscreen" id="2049" ][/3d-flip-book]

REsumo Científico

O problema da fome carrega um rastro de tristeza na história da humanidade e poucos se atrevem a tocar a fundo nesta ferida. No entanto, a fome não está relacionada neste trabalho apenas a questão orgânica ou a satisfação proporcionada pela ingestão de alimentos, apesar da compreensão de que a fome de alimentos sustenta todas as outras formas. É necessário ampliar os estudos para dar visibilidade às “fomes” do cotidiano, que muitas vezes são tão necessárias quanto é para nós, o alimento. Segundo a FAO (Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura), o Brasil conseguiu sair do mapa da fome, mas a pobreza extrema volta a crescer no país. A população da comunidade onde vivemos não se alimenta de forma adequada e podem estar incluídas na fome crônica ou na fome oculta, mas também sentem outras “fomes”, que não são somente de alimentos. A questão da fome é um tema que já foi considerado “proibido” porque expõem questões sociais e políticas da sociedade, questão abordada nos estudos de Josué de Castro. O trabalho teve como objetivos, identificar os diversos tipos de “fome” na comunidade do Alto Nossa Senhora de Fátima, reconhecendo a importância do diálogo sobre questões sociais no espaço escolar, além de analisar a relação entre renda familiar e acesso a alimentação, saúde, segurança, lazer, educação, moradia. A falta de garantia de emprego está diretamente relacionada às “fomes” da população. São necessárias ações eficazes para resolver muitas dessas carências, que comprometem a cidadania e a dignidade nas comunidades.

Para qualquer dúvida, envie um email para os autores

É proibida a reprodução, a distribuição, a transmissão, a exibição, a publicação ou a divulgação, total ou parcial, sem prévia e expressa autorização dos autores e a FEMIC – Feira Mineira de Iniciação Científica.


Coordenação geral: Fernanda Aires Guedes Ferreira
Vice Coordenação: Larissa Amaral Diniz Tomaz
contato@femic.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui