AVALIAÇÃO DE SISTEMAS DE BAIXO CUSTO PARA AQUECIMENTO DE ÁGUA NA ÁREA RURAL UTILIZANDO MANGUEIRAS DE POLIETILENO E GARRAFAS DE PLÁSTICO RECICLADAS

Ciências Humanas

ID 203-2020
Ensino Médio/Técnico

4ª FEMIC Jovem

Autores

Naiane Mutschler Zucatelli, Cláudia Cambruzzi (Orientadora)

Rio do Sul, SC

Instituto Federal Catarinense

FLIPBOOK do Trabalho

O trabalho visa sanar um problema das famílias agricultoras, que é a necessidade de água aquecida para as tarefas produtivas e domésticas, através de um sistema barato, acessível a todos, construído com material reciclado e que preserva o ambiente.

[3d-flip-book mode="fullscreen" id="2038" ][/3d-flip-book]

REsumo Científico

O objetivo deste trabalho é verificar a eficiência e a viabilidade do uso da energia solar para o aquecimento de água em residências da área rural, através de materiais alternativos e mais acessíveis. Há também a avaliação de perspectivas de implantação de sistemas de geração de energias não poluentes em pequenas propriedades rurais, especificamente na região do Alto Vale do Itajaí (SC), levando-se em conta a descentralização da produção, que permite que as próprias famílias possam reduzir substancialmente o valor de sua fatura energética, criando condições para maior sustentabilidade ambiental da sociedade e ao mesmo tempo que estas famílias possam gerar as próprias possibilidades de crescimento econômico e ao mesmo tempo minimizar os riscos ecológicos. Para a avaliação das possibilidades elegeram-se duas formas de aquecer água: o uso de garrafas de plástico descartadas e o uso de mangueiras de plástico de cor preta. Foram realizadas quatro observações diárias, às 06h, 12h, 17h e 20h. Para isso foram utilizados dois termômetros, um de temperatura ambiente e outro de medição da temperatura da água. Todos os dados deram origem à seis tabelas distintas, as quais foram representadas por gráficos, para uma melhor visualização do comportamento dos protótipos. O experimento realizou-se durante sete dias do mês janeiro, abril e julho de 2020, representando o verão, outono e inverno. No intuito de que se pudesse avaliar o desempenho dos protótipos sob distintas condições climáticas. Objetivava-se com este trabalho verificar a eficiência e a viabilidade sistemas alternativos apresentados, no que se refere ao aquecimento de água, o que se mostrou altamente viável. Aliado a isto, a pesquisa também apontou que o agricultor familiar não deve optar por um dos sistemas, mas sim que faça o uso combinado destes. Isso porque verificou-se que cada um eles têm um melhor desempenho em diferentes horários do dia; aliando os dois protótipos, ele terá água aquecida em um maior período.

Para qualquer dúvida, envie um email para os autores

É proibida a reprodução, a distribuição, a transmissão, a exibição, a publicação ou a divulgação, total ou parcial, sem prévia e expressa autorização dos autores e a FEMIC – Feira Mineira de Iniciação Científica.


Coordenação geral: Fernanda Aires Guedes Ferreira
Vice Coordenação: Larissa Amaral Diniz Tomaz
contato@femic.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui