ENGENHARIA SUSTENTÁVEL FASE II: A INOVAÇÃO NO MERCADO DE ÓCULOS A PARTIR DA ELABORAÇÃO DE ARMAÇÕES COM O USO DE FIBRAS VEGETAIS E MATERIAIS RECICLADOS

Engenharias

ID 509-2020
Ensino Médio/Técnico

4ª FEMIC Jovem

Autores

Josyane Cardozo dos Santos, Mariana Corrente Feijó, Eduarda Borba Fehlberg (Orientadora), Rayza Echeverria (Coorientadora)

Sapucaia do Sul, RS

Escola SESI de Ensino Médio Arthur Aluízio Daudt

FLIPBOOK do Trabalho

O projeto busca produzir armações de óculos sustentáveis, utilizando plásticos e papel descartados pela comunidade e também fibras vegetais do pseudocaule da bananeira. A ideia surgiu na busca por criar a iniciativa ÓCULOS PARA TODOS!

[3d-flip-book mode="fullscreen" id="1968" ][/3d-flip-book]

REsumo Científico

Estudos recentes comprovam que o número de pessoas que convivem com algum tipo de deficiência visual é muito grande, e dessas pessoas muitas possuem dificuldade de adquirir óculos de qualidade, recorrendo, por esse motivo, a produtos com baixa qualidade, durabilidade e que não seguem os padrões legais de produção. Além disso, a confecção deles não leva em consideração impactos ambientais como: o gasto excessivo de energia e água durante a produção, o lançamento de gases tóxicos na atmosfera e o transporte para outros países. Nesse sentido, pensando na inserção de um produto mais sustentável e inovador, a incorporação de fibras vegetais e materiais reciclados poderia se tornar uma alternativa para a produção de armação de óculos? Os impactos ambientais gerados poderiam ser minimizados quando comparados com o processo padrão? Para responder esses questionamentos, o objetivo geral do projeto é elaborar uma alternativa à produção de armações para óculos a partir das fibras provenientes do pseudocaule da bananeira com a incorporação de materiais reciclados. A metodologia foi dividida em quatro partes: desenho dos modelos, confecção dos moldes, extração das fibras do pseudocaule da bananeira e a confecção das placas. Após a produção, os produtos serão submetidos a avaliação das propriedades e sua aceitação no mercado. Até o momento, os protótipos mostram-se promissores e atendem as expectativas para o produto idealizado. Após os testes de qualidade, espera-se que os produtos sejam eficientes na substituição do convencional, oportunizando acesso a comunidades carentes.

Para qualquer dúvida, envie um email para os autores

É proibida a reprodução, a distribuição, a transmissão, a exibição, a publicação ou a divulgação, total ou parcial, sem prévia e expressa autorização dos autores e a FEMIC – Feira Mineira de Iniciação Científica.


Coordenação geral: Fernanda Aires Guedes Ferreira
Vice Coordenação: Larissa Amaral Diniz Tomaz
contato@femic.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui