A IMPORTÂNCIA DA COBERTURA VEGETAL DA FLORESTA AMAZÔNICA, NA FORMAÇÃO DOS RIOS VOADORES

Ciências Biológicas

ID 291-2020
Anos Finais do Ensino Fundamental Ensino Médio/Técnico

4ª FEMIC Jovem

Autores

Maria Clara Silva Santos
Ana Beatriz Ferreira Rodrigues
Jeronimo Agostinho Freire (Orientador)

Belo Horizonte, Minas Gerais

Escola Estadual Professora Amélia De Castro Monteiro e Escola Municipal Sérgio Miranda

FLIPBOOK do Trabalho

Este trabalho demonstra, através da comparação entre evaporação e evapotranspiração, a importância da floresta amazônica para abastecimento de água da região centro-sul do país através da formação de nuvens que tem origem na região norte.

[3d-flip-book mode="fullscreen" id="1863" ][/3d-flip-book]

REsumo Científico

Se a cobertura vegetal da Amazônia for retirada, a evaporação da água continuará abastecendo a região centro-sul com esse recurso nas mesmas proporções com que vem fazendo há milhares de anos? Desde que se formou, a evapotranspiração da Floresta Amazônica tem contribuído para a formação de nuvens, hoje em dia chamadas de rios voadores, que transportam água da região amazônica até a região centro-sul, onde esses rios precipitam em forma de chuvas. O objetivo deste trabalho foi mostrar a importância da vegetação da Amazônia para o abastecimento de água na região centro-sul do país através da formação de nuvens que tem origem na região norte. Para responder a nossa pergunta inicial realizamos uma simulação utilizando dois frascos de plástico transparente de 320 ml. Os frascos foram graduados para facilitar a observação das alterações no volume de água neles. No decorrer do experimento, em um dos frascos, colocamos uma planta aquática conhecida como alface d`água (Pistia stratiotes). O experimento iniciou no dia 18/09/2020 e foi concluído no dia 21/09/2020. Nesse período observamos que o processo da evapotranspiração foi maior do que o processo da evaporação, no frasco com a planta Pistia stratiotes a água abaixou 70 ml, enquanto no outro frasco abaixou aproximadamente 30 ml. Como a planta começou morrer e não tínhamos como conseguir outra, solicitamos ao nosso orientador que refizesse o experimento. Esse fato nos ajudou a compreender a diferença na evapotranspiração de um dia para o outro, no primeiro experimento, foi causada pelo estresse sofrido pela planta durante o transporte da casa do professor para a casa da aluna Maria Clara. Nosso experimento mostrou que o processo de evapotranspiração libera mais água que a evaporação, o que nos leva a concluir que a cobertura vegetal da Amazônia é de suma importância para as regiões centro-oeste, sudeste e sul do Brasil, continuarem sendo abastecidas pelas águas providas da Amazônia.

Para qualquer dúvida, envie um email para os autores

É proibida a reprodução, a distribuição, a transmissão, a exibição, a publicação ou a divulgação, total ou parcial, sem prévia e expressa autorização dos autores e a FEMIC – Feira Mineira de Iniciação Científica.


Coordenação geral: Fernanda Aires Guedes Ferreira
Vice Coordenação: Larissa Amaral Diniz Tomaz
contato@femic.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui