POSSIBILIDADES E DISCUSSÕES SOBRE ÉTICA E INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL

Ciências Humanas

ID 599-2020
Anos Finais do Ensino Fundamental

4ª FEMIC Jovem

Autores

Camilla Stefany Ferreira Rodrigues, Isabelle Alves Florêncio, Lavínnia Lagares Mota, Wilma Pereira Santos Faria (Orientadora), Maísa Gonçalves da Silva (Coorientadora) e Youry Souza Marques (Coorientador)

UBERLÂNDIA, MG

Escola de Educação Básica da Universidade Federal de Uberlândia

FLIPBOOK do Trabalho

Pesquisa realizada por estudantes do oitavo e nono ano a respeito da ética aplicada na Inteligência Artificial e ambientes virtuais.

[3d-flip-book mode="fullscreen" id="2046" ][/3d-flip-book]

REsumo Científico

A Inteligência Artificial (IA) é um recurso tecnológico cada vez mais presente no cotidiano, com a proposta de facilitar, agilizar e potencializar a vida humana em suas diferentes esferas. Entretanto, ainda causa incertezas, pois a IA teve uma apresentação primária por meio da ficção cientifica em filmes, séries, desenhos e meios de entretenimento. Faz-se necessário abordar e explorar sobre a importância da Ética nesses ambientes com IA. Sendo assim, a partir das inquietações das autoras, esta pesquisa tem como objetivo discutir sobre as concepções de relação existentes entre Ética e Inteligência Artificial, apoiando em alguns referenciais teóricos e na análise de um questionário. Definiu-se que essa seria uma pesquisa quali-quantitativa, apresentando informações numéricas e estatísticas, mas também propondo discussões acerca do tema. Com o intuito de coletar informações para observação e comparação, foi elaborado um questionário online, em que a amostra foi obtida de forma imparcial e aleatória, com divulgação do formulário nas redes das autoras. Por meio deste questionário verificou-se algumas hipóteses, como a confusão entre robótica, tecnologia e IA, e a ideia de que algum dia os robôs irão dominar o mundo e os humanos. Também foi possível caracterizar algumas opiniões de acordo com grupos de idades, profissão, gênero entre outros. Como resultados deste estudo, observou-se a concepção dos participantes de que para que haja Ética em IA, é preciso que os indivíduos compreendam o que é ética, limites, moral e convivência para empregar nas programações de IA. Notou-se que, a partir das respostas, alguns entrevistados viam a IA muito mais em assistentes virtuais do que em aplicativos de filmes e séries e de redes sociais, plataformas de música e e-mail, provavelmente por relacionar a um sistema que se comunica pela voz, mas sabe-se que há muito de IA em enviar e receber um e-mail, por exemplo. Espera-se que esta produção seja um potencial recurso para reflexão.

Para qualquer dúvida, envie um email para os autores

É proibida a reprodução, a distribuição, a transmissão, a exibição, a publicação ou a divulgação, total ou parcial, sem prévia e expressa autorização dos autores e a FEMIC – Feira Mineira de Iniciação Científica.


Coordenação geral: Fernanda Aires Guedes Ferreira
Vice Coordenação: Larissa Amaral Diniz Tomaz
contato@femic.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui