SOFTWARE NO ENSINO DE MATEMÁTICA

Ciências Exatas e da Terra

ID 508-2020
Anos Finais do Ensino Fundamental Ensino Médio/Técnico

4ª FEMIC Jovem

Autores

Pedro Henrique Neres de Jesus
Gabriele Lorrany da Silva Costa
João Vitor Rodrigues da Costa
Rozana Aparecida Brozinga Pereira de Freitas (Orientadora)
Giezi Américo Reginaldo (Coorientador)

Sete Lagoas, Minas Gerais

Escola Estadual Deputado Renato Azeredo

FLIPBOOK do Trabalho

UTILIZAÇÃO DE SOFTWARE NO ENSINO DE MATEMÁTICA PARA AUXILIAR NO COMBATE A DEFASAGEM DE APRENDIZAGEM

[3d-flip-book mode="fullscreen" id="1890" ][/3d-flip-book]

REsumo Científico

Sabemos das dificuldades que os alunos possuem quando se trata de estudar e compreender um conteúdo complexo e muitas das vezes elitista destinado aos alunos nerds. Também, podemos conferir que a cada ano que passa as notas nas avaliações externas á escola só despenca aumentando a defasagem entre o que se aprende e o que deveria de fato aprender. A proposta desse trabalho e fornecer uma alternativa de aprendizagem, mas de maneira lúdica com a utilização de softwares/games que de fato desenvolvam aspectos cognitivos promovam a aprendizagem. Dessa forma, nossos objetivos são utilização de software/games no auxilio da construção do conhecimento, desenvolvimento raciocínio lógico e diminuir a defasagem do conhecimento. Inicialmente, definimos como amostragem as três turmas do 8º ano do ensino fundamental e a participação de maneira voluntária. Como pré-teste, utilizamos um formulário virtual (Google forms) aplicado aos alunos dessas turmas. Para facilitar análise dos resultados, elaboramos 10 questões fechadas tendo como base o planejamento do ano anterior, ou seja, 7º ano. Utilizamos gráficos para analisarmos os dados. Em seguida, solicitamos a utilização de um software livre onde se tem vários recursos de mediação para aprendizagem que vão desde operações básicas a equações do primeiro grau. Após cinco meses de utilização sistemática e orientada dessas atividades no software, retomamos aos Google forms como pós-testes. Utilizamos as mesmas questões dos testes iniciais e enviamos o link do questionário a todos os alunos que estavam participando do projeto. De posse dos resultados obtidos, fizemos uma análise dos gráficos pré-testes e pós-testes. Uma comparação fria dos gráficos, observamos que houve uma melhora significativa. Por outro lado, observamos também uma melhoria no desempenho dos alunos nas resoluções dos exercícios propostos no cotidiano e nas soluções problemas. Há que se ressaltar o interesse dos alunos na utilização do software indicado.

Para qualquer dúvida, envie um email para os autores

É proibida a reprodução, a distribuição, a transmissão, a exibição, a publicação ou a divulgação, total ou parcial, sem prévia e expressa autorização dos autores e a FEMIC – Feira Mineira de Iniciação Científica.


Coordenação geral: Fernanda Aires Guedes Ferreira
Vice Coordenação: Larissa Amaral Diniz Tomaz
contato@femic.com.br

2 COMENTÁRIOS

  1. Interessante a proposta, mas o volume da música de fundo no vídeo dificultou um pouco o entendimento da fala dos alunos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui